Governo de SP prorroga vacinação contra a gripe até 14 de julho

Imunização é voltada para toda a população a partir de 6 meses de idade e previne o agravamento de doenças respiratórias.

Visando ampliar a cobertura vacinal, a campanha de vacinação contra influenza, disponibilizada pelo Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), foi prorrogada para o dia 14 de julho. Para se imunizar contra a gripe e prevenir demais complicações respiratórias, basta comparecer à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa.

A ação divulgada pela SES nos 645 municípios paulistas aplicou 5.573.549 doses, entre abril e junho deste ano, para os grupos prioritários, que abrangem crianças entre 6 meses e 6 anos, gestantes, puérperas, professores do ensino básico, idosos, dentre outros. No mesmo período, também foram aplicadas 2.635.530 doses para os grupos sem comorbidades.

Nos períodos de inverno, as baixas temperaturas e o ar seco propiciam a proliferação do vírus da influenza, facilitando a transmissão de doenças respiratórias como gripe, rinite, além do agravamento de quadros de asma e sinusite.

A enfermeira e diretora da Divisão de Imunização da SES, Ligia Nerger, comenta que aqueles que se imunizaram em 2023 devem se vacinar novamente, tendo em vista que os anticorpos vão diminuindo com o tempo e o vírus da gripe pode passar por modificações. “O imunizante ajuda a proteger contra as cepas atualizadas, por isso é recomendável a vacinação anualmente para reforçar o sistema imunológico”, afirma.

A especialista também comentou sobre a baixa adesão da população. “Observamos uma baixa adesão à vacinação no grupo eleito com uma cobertura vacinal de apenas 43%. No entanto, as puérperas e gestantes apresentaram ainda menor adesão. É importante que esse grupo receba o imunizante”, ressaltou.

Quais os cuidados para evitar contrair os vírus respiratórios?

Além de seguir o calendário vacinal e se imunizar, é importante manter alguns cuidados como:

  • Lavar as mãos frequentemente ou usar álcool gel;
  • Higienização de objetos;
  • Utilizar lenços descartáveis ao tossir e espirrar, caso não seja possível, utilizar a parte interna do braço para cobrir a boca e o nariz (não utilize as mãos para cobrir a boca e o nariz);
  • Mantenha o ambiente arejado;
  • Beber bastante água e manter-se hidratado;
  • Ter uma alimentação saudável.

Conheça mais sobre as vacinas

O Governo de São Paulo, por meio da SES/SP, criou o portal “Vacina 100 Dúvidas” com as perguntas mais frequentes sobre vacinação nos buscadores da internet. A plataforma esclarece questões como efeitos colaterais, eficácia das vacinas, doenças imunopreveníveis e quais os perigos ao não se imunizar. O acesso está disponível no link: https://www.vacina100duvidas.sp.gov.br/

Acompanhe mais notícias de Taubaté (SP) em nosso Instagram: @cidadaotaubateano.